Como obter crédito no mercado? Confira 4 dicas importantes

Quero controlar meu dinheiro

Artigo - 3 de fevereiro de 2022

Por Sebrae-SP  | Crédito, Financiamento, linha de crédito

Quase sempre o ato de buscar por uma linha de crédito no mercado é encarado com insegurança e medo por grande parte das pessoas e empresários. 

Não é por menos, uma tomada de decisão feita às pressas pode prejudicar tanto a pessoa quanto a empresa e piorar ainda mais a situação financeira. Ou até mesmo dificultar planos de crescimento e melhorias.

Ao mesmo tempo, a grande maioria dos micro e pequenos negócios precisa de um dinheiro inicial para começar as operações e se estabelecer no mercado. Nesse caso, o crédito é uma ótima forma de começar. 

Com o objetivo de ajudar empreendedores a tomarem as melhores decisões quando o assunto é crédito, elaboramos este post com quatro dicas importantes. Confira!

O que considerar antes de buscar crédito no mercado? 

O crédito é importante para os micro e pequenos empresários por vários motivos, entre eles ter um dinheiro extra para atravessar períodos desafiadores, garantindo o capital de giro necessário para continuar operando, ter uma folga financeira para começar ou até mesmo para investir em melhorias. 

Independentemente do objetivo, uma estratégia é fundamental: planejamento. É preciso conhecer todos os gastos da empresa, assim como o fluxo de caixa, e identificar o valor máximo que pode ser pago todos os meses sem comprometer as finanças. 

Para tanto, as seguinte dicas podem orientar você antes da tomada de decisão:

1. Será que eu realmente preciso de crédito? 

Essa é uma dúvida que só você poderá responder. Qual será a finalidade de uso do dinheiro? Quitar dívidas, pagar contas em atraso, garantir o capital de giro, ou você quer investir em máquinas novas, alugar um novo escritório, expandir? 

O primeiro passo para responder a essa pergunta é determinar se você precisa de um empréstimo ou de um financiamento. O empréstimo é um dinheiro sem destino definido, que pode ser usado para cobrir dívidas, equilibrar o fluxo de caixa, entre outros. Já o financiamento tem destino certo e, por isso, é mais fácil de conseguir e quase sempre apresenta melhores condições de pagamento.  

Nossa dica, nesse caso, é: priorize financiar máquinas e equipamentos, preservando recursos próprios para capital de giro. Nas linhas de financiamento para investimentos fixos, os limites e os prazos de pagamento são maiores, os custos são menores e as garantias são facilitadas.

Agora, se você precisa de um empréstimo, utilize todas as estratégias de obtenção rápida de dinheiro antes de buscar pela linha de crédito. Dessa forma, você já quita algumas pendências e diminui o valor final do empréstimo, facilitando o pagamento. 

2.Faça pesquisas e se mantenha informado

Os bancos, em geral, possuem linhas de crédito específicas para micro e pequenas empresas. Faça uma pesquisa sobre elas para avaliar aquela que melhor se encaixa na sua necessidade. Não deixe de avaliar custos, prazos, condições e limites.

Além disso, um bom histórico de relacionamento com a instituição financeira influencia positivamente. Procure entrar em contato com o banco onde você já é cliente e avalie as condições oferecidas. Mas, claro, não deixe de pesquisar outras opções.

3. Esteja em dia com as burocracias

Não adianta entrar em contato com as instituições financeiras sem estar totalmente preparado. Afinal, eles precisam confiar que estão concedendo dinheiro a alguém que vai pagar de volta. Por isso, toda preparação é necessária. 

Verifique se você está com alguma pendência relacionada a fatores de restrição dos bancos ou instituições, como situação legal, fiscal e tributária, garantias e capital próprio, por exemplo. Caso exista alguma pendência, você precisa resolver para só então pedir o empréstimo;

4. Organize-se financeiramente

A organização financeira não será necessária apenas para garantir que você consiga pagar pelas parcelas mensais, mas também para afirmar para as instituições financeiras que você está preparado para honrar suas dívidas. 

O plano de negócios é fundamental para quem está começando uma nova empresa agora, mas nem por isso deixa de ser importante para quem quer colocar novas ideias em ação ou apenas precisa de maior organização financeira.

Dessa forma, é possível manter o documento atualizado e ter sempre em mãos para criar novas estratégias, analisar números, tomar decisões baseadas em informações reais e apresentar novas ideias para outros parceiros e empresas, como no caso da obtenção de crédito.

Últimas considerações sobre crédito

Como explicamos durante este artigo, o crédito, quando levado com a seriedade necessária, é sim uma alternativa importante para garantir a saúde financeira da empresa e facilitar novos projetos de expansão. 

Organize suas ideias e suas finanças, pesquise muito para tomar as melhores decisões e entre em contato com as instituições que apresentarem linhas de crédito que estejam de acordo com suas necessidades. 

E não se esqueça, a parcela de crédito nunca deve ser superior a 25% do lucro líquido do seu negócio. Portanto, prefira um maior número de parcelas a um valor mais baixo. Depois, quando as coisas estiverem equilibradas, você pode pensar em alternativas para quitar as dívidas mais rápido ou melhorar as condições e os juros.

E se ainda estiver inseguro e quiser um aconselhamento, lembre-se que nós, do Sebrae, estaremos prontos para ajudar você. Vamos juntos?