Coronavírus e os negócios: as orientações do Sebrae-SP para a crise

Quero ser um empreendedor melhor

Artigo - 16 de março de 2020

Por Sebrae-SP  | Coronavírus, Finanças

Uma crise de saúde pública está mexendo com o mundo todo. O novo coronavírus, batizado de Covid-19, começou na China, identificado em 31 de dezembro do ano passado e, aos poucos, foi avançando em direção a outras regiões do planeta, com mais de 100 países com registro de casos.

Os infectados pelo novo coronavírus desenvolvem sintomas parecidos com os da gripe, como coriza, dor de garganta, dor no corpo, tosse e febre. As autoridades em saúde destacam a tosse e a febre como os sintomas mais significativos e que deve gerar preocupação se a pessoa também sentir dificuldade de respirar/falta de ar.

Por enquanto, o novo coronavírus representa perigo maior para idosos ou pessoas com saúde debilitada, com doença crônica, como cardíacos e diabéticos, ou com a imunidade reduzida, como soropositivos ou pessoas em tratamento contra o câncer.

No geral, a infecção do novo coronavírus não é grave para pessoas mais jovens e saudáveis. Ainda assim, o objetivo é conter a disseminação das infecções o máximo possível e a estratégia mais indicada para isso é o chamado isolamento social. Ou seja, as pessoas devem evitar sair de casa e de circular pelas cidades, apenas em casos de necessidade.

Com isso, o impacto sobre os negócios é direto. Com as pessoas em casa, comércio e serviços são os setores que mais sofrem. Ainda não se sabe até quando seguirá essa situação, calcula-se que esse cenário de isolamento deve se estender até pelo menos o final do mês de abril.

Por isso, o Sebrae-SP preparou algumas orientações para os empreendedores atravessaram esse período. Elas serão atualizadas quando necessário.

Nesta e na próxima semana, diariamente às 17h, o Sebrae-SP estará realizando transmissões ao vivo com seus consultores via Facebook e Youtube e  para tirar as dúvidas dos empreendedores de diferentes segmentos, entre eles alimentação, varejo e beleza.

Lembrando que, seguindo as orientações das autoridades sanitárias, todos os eventos e cursos presenciais do Sebrae-SP estão suspensos, assim como os atendimentos presenciais nos escritórios regionais.

Você pode acessar os cursos na modalidade à distância (EAD) ou ou 0800 570 0800.

CUIDADOS COM O SEU NEGÓCIO

Caixa
As PMEs devem ficar atentas ao seu caixa, negociando e renegociando prazos com seus fornecedores para que ganhem fôlego nesse período de aperto financeiro. Também devem ficar atentas às linhas de financiamento colocadas pelo Governo Federal e Estadual para empresas com dificuldades financeiras devido à pandemia.

Faturamento
Importante destacar que, empresas que tenham canais diversos de atendimento (físico e remoto), neste momento invistam no atendimento remoto para suprir a queda do faturamento em seu canal físico. Neste momento é importante acelerar a implementação de estratégias digitais.

Reduzindo as despesas
Reavalie todas as despesas, que vão desde o papel para impressão, cafezinho, copo de plástico, material de escritório, plano de telefonia e internet. Veja o que realmente utiliza e se há desperdícios ou há a real necessidade.

É o momento de revisar todos os contratos de prestação de serviços e também os de aluguel e financiamentos para buscar uma negociação melhor.

Veja se está na hora de substituir máquinas e equipamentos ultrapassados e que consomem mais energia elétrica. Importante também otimizar a logística dos processos para reduzir as despesas com o deslocamento e transporte.

Criar essa rotina, ajudará as finanças da sua empresa nesse momento complicado e com certeza irá melhorar o seu resultado. 

Falta de insumos e mercadorias
Busque e valide outros fornecedores de mercadorias e insumos, caso possível. Não fique na dependência de um único fornecedor. Avalie a possibilidade de formação de estoques de segurança, sem comprometimento do caixa da empresa e do capital de giro.

Planeje-se
Faça um planejamento para os próximos meses. Reveja a sua operação, pois entender quais aspectos do seu negócio podem ser afetados é crucial, portanto, acompanhe o cenário da doença.

Tenha um plano de ação prevendo ocorrências futuras e as possíveis alternativas para minimizar os impactos negativos, com foco na saúde dos colaboradores e clientes e na manutenção das atividades da empresa.

Cuidados
Monitore todos os seus prestadores de serviço e, caso identifique qualquer sintoma, siga o plano de contingência da Agência Nacional de Saúde.

CUIDADOS COM OS SEUS CLIENTES

Orientar
Manter clientes informados sobre o Covid-19 é muito importante e mostrará a seriedade com que sua empresa se posiciona em relação ao cenário da doença. Também importante, reforçar a comunicação visual do seu estabelecimento, com os cuidados necessários para prevenção contra o corona vírus.

Cuidados com a saúde dos clientes
Verifique as possíveis adequações que podem ser feitas em sua loja física (ventilação, álcool gel, higienização das mãos, drive-thru e controle de acesso em um cenário emergencial).

Atendimento ao cliente
Adote outras formas de atendimento e comunicação com os clientes, como WhatsApp (recebimento e entrega em domicílio); prestação de serviços online, substituição de reuniões físicas por videoconferência.

Transparência e negociação com os clientes
Seja transparente com os clientes. Informe eventual impossibilidade de atendimento de pedidos e prestação de serviços, bem como a paralisação temporária de atividades. Negocie alteração de datas de realização de eventos, prazos de entregas de produtos e prestação de serviços.

Conveniência
Para a conveniência do seu cliente, informe-o a considerar também em utilizar a sua loja online com entrega em domicílio.

Recomendação
Recomende acessar informações e orientações oficiais sobre a doença: https://saude.gov.br/saude-de-a-z/coronavirus e http://plataforma.saude.gov.br/novocoronavirus/.

Receba conteúdo exclusivo sobre Capital de Giro cadastrando-se aqui:

Captcha obrigatório