Coronavírus: orientações para atividades em salão de beleza

Quero ser um empreendedor melhor

Artigo - 20 de março de 2020

Por Sebrae-SP  | Beleza, Cabeleireiros, Manicure, Salão de Beleza

As atividades ligadas ‘salão de beleza’ – cabeleireira, manicure e depiladora – são das mais numerosas entre as micros e pequenas empresas e entre os microempreendedores individuais – MEI. A crise do coronavírus também impacta diretamente essas atividades, já que é um serviço que precisa de contato próximo entre as pessoas, desaconselhado no momento.

Um decreto assinado pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas, na quarta-feira (18/03) determinou o fechamento de estabelecimentos a partir da quinta-feira (19), o que inclui o atendimento presencial no comércio e serviço até o dia 5 de abril. Apenas estabelecimentos que cumpram a função de abastecimento, como mercados, farmácias e postos de gasolina, e alimentação, como lanchonetes, padarias, quitandas  e restaurantes, poderão estar abertos.

O Sebrae-SP preparou algumas orientações para que empreendedor do segmento Beleza se organize nesse período.

  1. Revise os custos fixos do salão de beleza: diante da suspensão do atendimento ao cliente, é hora de colocar no papel todos os gastos mensais, tais como telefone, internet, TV a cabo, manutenção de equipamentos. Se for dispensável, é hora de cortar ou suspender assinatura.
  2. Negocie com o fornecedor prazos estendidos.
  3. Faça uma reorganização administrativa: é um momento oportuno para colocar a casa em ordem do ponto de vista da gestão. Faça um levantamento minucioso de estoque, reveja o planejamento de compras. Ordene pelo prazo de validade os produtos que devem ser usados primeiro assim que o negócio voltar a funcionar.
  4. Repense todos os gastos: caso precise de um empréstimo para se manter em funcionamento, busque auxílio de agentes bancários especializados.
  5. Organize o banco de dados de clientes (digitalizando se ainda não é) e classificando segundo critérios debatidos com os profissionais e, se possível anotando preferências.
  6. Faturamento: aproveite do relacionamento com os clientes fiéis e proponha a eles adquirirem serviços antecipados para utilizarem após o término da quarentena. Desse modo, será possível garantir uma renda mínima para os profissionais parceiros.
  7. Promova a venda delivery de cosméticos home care, elaborando kits de produtos que atendam às necessidades das clientes. Melhor ainda se forem personalizados, conforme histórico de procedimentos (ver item 5). Use o WhatsApp para enviar dicas e disponibilizar produtos de beleza para venda online. Por mais que essas vendas não sejam significativas
    para o faturamento, elas mantêm o vínculo com o cliente.
  8. Investir em capacitação remota para os colaboradores (e parceiros que quiserem participar). As capacitações podem ser feitas de formas simples, como a indicação de um vídeo no YouTube, seguido de um debate online ou até mesmo uma transmissão ao vivo via live ou stories.
  9. Aumente o engajamento de clientes, colaboradores e parceiros divulgando os trabalhos produzidos pelo time nas redes sociais. A comunicação não pode parar.
  10. Use o tempo que ficar sem receber clientes na loja física para repaginar o local. Não estamos falando de grandes reformas, mas uma boa faxina no espaço, pintar uma parede, mudar a disposição do mobiliário, comprar um item de  decoração charmoso e usar plantas, por exemplo, são pequenas ações que fazem a diferença quando o negócio reabrir.
  11. Comunique-se, converse e troque ideias com sua rede de apoio. Acesse as redes sociais das entidades e empreendimentos que representam o setor de beleza, muitas iniciativas e ações já estão sendo realizadas para apoiá-los. Entidades: Associação Brasileira de Salão de Beleza (ABSB), Pró-beleza, Intercoiffure Beauty Fair, Hair Brasil, Beleza Pró Business, Canal BBN, Revista HM.

Lembrando que quando as atividades puderem ser restabelecidas, os estabelecimentos devem continuar bastante atentos às boas práticas de higienização e limpeza. Os estabelecimentos de serviços de beleza já têm nas normas sanitárias da Anvisa e na norma técnica (ABNT NBR 16383) as diretrizes de boas práticas na prestação de serviços.

São determinações para serem aplicadas no dia a dia que minimizam transmissões de diversas doenças como gripes e hepatite C e também servem para evitar a transmissão do novo coronavírus.

Dicas sanitárias:

  1. Intensificar a higienização diária: limpar todas as superfícies com álcool gel 70%: maçanetas, balcão, recepção, bancadas, cadeiras (inclusive braços) e lavatório.
  2. Afixar cartazes sobre a covid-19 e formas de transmissão.
  3. Sensibilizar sobre a importância da lavagem das mãos e da utilização do álcool gel 70%.
  4. Ofertar álcool gel 70% para todos os clientes na entrada do estabelecimento e a todos os parceiros e colaboradores.
  5. Reforçar a importância da troca de toalhas e capas a cada cliente.
  6. Reforçar a obrigatoriedade de uso do autoclave para os perfurocortantes, abrindo a embalagem na frente do cliente;
  7. Aumentar as distâncias entre as cadeiras e lavatórios para o mínimo de 1,5 metro.
  8. Adotadas as medidas sanitárias acima, divulgar nas redes sociais que o ambiente segue todas os requisitos de contenção da propagação do coronavírus.
  9. Indicar aos clientes a leitura dos cartazes afixados no salão de beleza sobre a covid-19 e formas de evitar a transmissão.
  10. Lavar as mãos e utilizar álcool gel 70% após TODO contato com clientes, procedimentos e contatos com demais pessoas.
  11. Colocar as vacinas em dia: gripe (ano 2020), sarampo e hepatite C.
  12. Cabeleireiros: utilizar máscara para atendimento, higienizar pentes e escovas a cada cliente com borrifadores de álcool + água e sabão.
  13. Manicures: utilizar máscara e luvas.
  14. Maquiadores: utilizar máscaras e higienizar pinceis a cada cliente borrifadores de álcool + água e sabão.
  15. Depiladores: utilizar máscaras e somente usar material descartável.
  16. Engajar seguidores nas redes sociais por meio de divulgação constante de seus trabalhos e referências.

Confira a live completa sobre o tema:

Seu Negócio em tempos de Coronavírus – Salão de Beleza

Como os donos de salão de beleza podem divulgar os serviços, se não é possível receber o público? Vale a pena fazer promoções? Como esses empreendedores podem manter o fluxo de caixa em ordem durante a crise? Quer saber a resposta para essas perguntas? Então, acompanhe a Live Sebrae-SP. Quando? No dia 23/03, às 17h. Onde? Na página do Sebrae-SP no Facebook.Aproveite e baixe, GRATUITAMENTE, a cartilha “Seu Negócio em tempos de Coronavírus – Salão de Beleza”: https://sebrae.contatosebraesp.com.br/C19_beleza

Publicado por Sebrae SP em Segunda-feira, 23 de março de 2020

 

Nesta e na próxima semana, diariamente às 17h, o Sebrae-SP estará realizando transmissões ao vivo com seus consultores via Facebook e Youtube e  para tirar as dúvidas dos empreendedores de diferentes segmentos, entre eles alimentação, varejo e beleza.