Descubra como você pode empreender com artesanato

Quero abrir minha empresa

Artigo - 31 de agosto de 2020

Por Sebrae-SP  | Artesanato, empreender com artesanato, MEI

Viver da própria arte é um sonho para muitas pessoas. Mas empreender com artesanato exige dedicação e muito amor ao que produz. Para que seus produtos saiam do seu ateliê e chegue as mão de seus clientes de forma mais profissional, será preciso passar por algumas etapas. Saiba quais são elas.

1ª etapa: Encontre quem é seu cliente

Esse primeiro momento de empreender com artesanato é voltado para entender quais nichos de pessoas podem estar interessadas em consumir aquilo que você produz. Atualmente, uma boa maneira de encontrar esse público é em grupos de redes sociais ou de aplicativos de troca de mensagens, como o Facebook ou WhatsApp. Nesses recantos digitais, outros artesãos podem compartilhar suas experiências ou clientes podem pedir por artes mais personalizadas.

Outra forma de chegar a estes nichos é buscar mercados específicos em que você pode se encaixar. Entre algumas demandas muito recorrentes são casais que buscam artesãos para fazer lembrancinhas para casamentos, pais que querem um enxoval personalizado para recém-nascidos, escolas que querem comissionar um presente para uma data especial ou fãs que desejam uma arte específica de uma personagem que gostam.

2ª etapa: Mais que um hobby, um negócio

Aquele precinho camarada para familiares e amigos talvez tenha que ficar um pouco de lado quando você começar a empreender com artesanato. Nesse momento é hora de colocar na ponta da caneta os gastos com material, mão de obra e sua porcentagem de lucro para definir o valor final dos produtos. Não se esqueça de também incluir algumas possíveis taxas, como mensalidade de meios de pagamento ou até mesmo a entrega, caso você faça vendas pela internet.

Outra coisa que você pode pensar é sugerir um valor de sinal para iniciar uma produção. Dependendo do tipo de artesanato, as horas investidas podem ser muitas, sendo ideal manter algum tipo de segurança para que esse tempo não seja perdido caso ocorra algum imprevisto.

3ª etapa: Sobre a alma do negócio

Com a internet, a divulgação ficou muito mais acessível para pequenos empreendedores. Você pode utilizar as ferramentas de redes sociais, como Facebook e Instagram, fazendo com que suas artes alcancem cada vez mais pessoas. Lembre-se de sempre fotografar e divulgar cada uma das produções, deixando seu catálogo sempre completo.

Desenvolva também um cartão de visitas. Não precisa ser nada muito complexo, apenas algo que seja mais fácil para divulgar suas redes sociais e outros contatos. Quando fizer uma venda, deixe sempre dois desses cartões com o cliente. Assim ele poderá manter seu contato e ainda divulgar o seu trabalho com outras pessoas interessadas.

Vai começar a empreender com artesanato? Então conheça os três passos para conquistar seu cliente

Captcha obrigatório