Como usar a inteligência emocional para ser um empreendedor melhor?

Quero ser um empreendedor melhor

Artigo - 28 de julho de 2022

Por Sebrae-SP  | Capacitação em gestão, emoções, Gestão, sentimentos

Acredito que você já deve ter ouvido falar em inteligência emocional, certo? Esse termo está em grande evidência, afinal, saber controlar as nossas emoções é fundamental para atravessar momentos de crise. 

Situações nas quais precisamos lidar com a raiva, a ansiedade ou o medo são cada vez mais comuns. Por isso, um bom gestor, líder ou dono de empresa precisa saber gerenciar as emoções. Afinal, quanto mais essa habilidade estiver desenvolvida, maior será a tendência do negócio crescer de maneira sustentável.

Quer saber mais sobre como adquirir inteligência emocional e se tornar um empreendedor melhor? Continue lendo este artigo e descubra!

O que são as emoções, afinal?

As emoções são reações imediatas a um estímulo emocional, isto é, elas estão relacionadas com alguma coisa que mexe com você, podendo provocar uma sensação agradável ou desagradável.

A inteligência emocional, por sua vez, se traduz na possibilidade de o ser humano aprender a entender e a lidar com as próprias emoções e utilizá-las em benefício próprio. Assim como compreender os sentimentos e comportamentos do próximo.

Grande parte das pessoas não sabem reconhecer suas próprias emoções, e isso pode causar danos devastadores. Quando não se tem clareza e entendimento de como estamos nos sentindo, podemos perder o controle da assertividade das decisões.

Perder o controle dessa forma na gestão dos seus negócios pode colocar o investimento e a dedicação de anos em risco. Para evitar esse problema, é importante que os empreendedores estejam dispostos a se conhecer melhor, a observar mais as outras pessoas e a utilizar as emoções de forma estratégica.

A inteligência emocional nos negócios

Um empreendedor deve sempre controlar seus impulsos e equilibrar as suas emoções. Isso vai ajudá-lo a tornar-se mais resiliente e a suportar as adversidades e os imprevistos da vida profissional.

Dessa forma, a inteligência emocional é uma das habilidades indispensáveis aos empresários de sucesso. Afinal, ela auxilia na racionalização dos problemas, com foco na resolução dos conflitos.

Ainda, o controle das emoções vai ajudar a manter o ambiente de trabalho mais positivo, possibilitando que todos interajam de forma colaborativa a fim de alcançar o sucesso.

Como desenvolver a inteligência emocional nos negócios?

A inteligência emocional é uma habilidade que pode ser desenvolvida e que vai auxiliar em diversos momentos da sua jornada como empresário ou gestor, como durante as crises ou na tomada de decisão.

Segundo a psicóloga Angélica Félix, terapeuta da Tully Desenvolvimento Familiar, existem cinco pilares da inteligência emocional. Saiba mais sobre cada um deles e como é possível desenvolvê-los.

1. Autoconhecimento

Analisar as suas emoções e as ações que você toma em resposta aos estímulos que recebe: essa é a chave! Coloque seus sentimentos e suas ações em um papel e depois reflita profundamente sobre cada uma delas.

2. Saber lidar com as emoções

Todos passam por momentos estressantes na vida. Quando estiver sob pressão, o mais importante é tentar manter a calma e evitar chegar ao limite. Utilize estratégias como os treinos de respiração para evitar crises de ansiedade.

3. Motivação

Tudo é possível, desde que você corra atrás do que deseja de maneira consciente e sem passar por cima do próximo. É necessário aprender a responder aos seus estímulos, analisando como você se sente, para só então decidir como se comportar.

4. Empatia

Essa é a habilidade de reconhecer as emoções dos outros. Aprender a se colocar no lugar do próximo e entender seus comportamentos nos torna pessoas mais abertas e sensíveis.

5. Relacionamento

Saber ter boas relações, guiando as próprias emoções e as dos outros, é mais um ponto-chave da inteligência emocional. Fazer isso criará um ambiente positivo à sua volta, melhorando não só a sua qualidade de vida como também contagiando aqueles ao seu redor.

Como a inteligência emocional atua na gestão de crises?

A inteligência emocional surge como uma grande aliada na gestão de crises, já que esses momentos são bastantes desafiadores para todos, gestores, donos e colaboradores.

As crises normalmente trazem cenários de imprevisibilidades, adversidades e inseguranças. Como consequência, as pessoas precisam agir rápido, com flexibilidade e a capacidade de pensar fora da caixa para chegar a soluções inovadoras e eficientes.

Ao mesmo tempo, crises podem gerar grandes frustrações, desencadeando quadros como estresse e ansiedade. Assim, é preciso ter certa cautela para que decisões não sejam tomadas no calor das emoções.

Logo, líderes que têm uma inteligência emocional mais desenvolvida conseguem encarar melhor cenários de crise. Além disso, são pessoas com bons relacionamentos interpessoais, o que também é essencial, porque todo momento de crise exige trabalho em equipe.

Esperamos que este artigo tenha te ajudado a entender a importância da inteligência emocional nos negócios. Se você quer continuar a jornada em busca do sucesso, não deixe baixar gratuitamente nosso e-book Automotivação como fator de sucesso para os negócios.