mecânico automotivo Renato Carlos Barbosa abre seu negócio de polir e cristalizar carros

Quero prosperar como MEI

Artigo - 15 de dezembro de 2021

Por Sebrae-SP  | Empreenda Rápido, empreendedorismo

O mecânico Renato Carlos Barbosa decidiu ampliar seus conhecimentos e descobriu um negócio 

Dedicação e interesse em se aprimorar são os dois pilares seguidos pelo mecânico automotivo Renato Carlos Barbosa. No começo deste ano, Renato soube que teria início em sua cidade, Ipuã, na região de Franca, um curso do programa Empreenda Rápido voltado para polimento e cristalização de carros, e não perdeu tempo para se inscrever. “Resolvi fazer o curso, que era realizado pelo Senai em conjunto com o Sebrae. A partir daí abri minha empresa, Renato Polimento e Cristalização, mas também continuei trabalhando como mecânico automotivo”, diz. No curso, além das questões de gestão da empresa, Barbosa entendeu um pouco mais sobre questões técnicas de polimento e cristalização. “Polir e cristalizar o carro, é fazer um tratamento da lataria da pintura do carro, acertar o verniz da tinta para deixá-lo com mais brilho”. 

O programa Empreenda Rápido já capacitou milhares de pessoas de diversas áreas de atuação dentro do empreendedorismo. “O programa envolve capacitações técnicas e de gestão para pessoas físicas ou jurídicas poderem futuramente abrir um negócio. No caso do Renato Barbosa, essa oportunidade foi uma porta de entrada para que ele usasse os conhecimentos adquiridos no programa e começasse a empreender”, conta Laura Mendes, analista de negócios do Sebrae-SP.

Embora Barbosa tenha começado a empreender durante a pandemia, ele não se deixou abalar pela falta de clientes. “No começo do ano foi complicado. As pessoas já não querem gastar tanto, preferem cortar custos, mas agora está melhorando, aumentou muito a quantidade de clientes”, diz. Além disso, no início também havia o medo de não conseguir ter lucro. “Você tem os gastos investindo em materiais de qualidade, mas sem a certeza que terá algum cliente. Fica aquela insegurança de não ter um retorno do dinheiro. Essa é uma área mais restrita, não é todo mundo que se interessa por estética automotiva”, diz o empreendedor.  

Na prática, os clientes de Barbosa começaram a chegar pelo famoso “boca a boca” e foram crescendo na cidade, mas não parou por aí. Ele também criou uma conta no Facebook para poder se comunicar com os atuais e com os futuros clientes. “Tento cobrar um preço razoável no mercado, com que eu possa conquistar mais clientes e não perder os atuais”, explica. 

Depois do Empreenda Rápido, Barbosa resolveu continuar se capacitando para estar à frente do negócio e por isso participa também do programa Bolsa Empreendedor. “O Bolsa Empreendedor está dando o curso de finanças e marketing para auxiliar as pessoas que estão abrindo sua empresa e isso está me ajudando muito, além de recebermos um valor para participar do curso.” Segundo Laura Mendes, do Sebrae-SP, os empreendedores que participaram do programa irão receber uma quantia de R$ 1 mil para impulsionar o negócio, e após o programa concluído também terão acesso a uma linha de crédito no Banco do Povo, desde que não tenham restrições financeiras. 

Atualmente, Barbosa está atendendo seus clientes em todos os finais de semana – já que durante a semana fica na oficina mecânica – e já faz planos para, no futuro, expandir a atuação no mercado. “Meu desejo é conseguir mais clientes, expandir meu negócio e, principalmente, investir cada vez mais em equipamentos e produtos novos para oferecer a esse mercado”, conclui.