Crédito: o momento ideal de pedir empréstimo para sua empresa

Quero controlar meu dinheiro

Artigo - 1 de fevereiro de 2022

Por Sebrae-SP  | alternativa de crédito, pagamento à vista, pedir crédito

O empreendedor pode ter vários motivos para solicitar um empréstimo, como abastecer o capital de giro, pagar algumas dívidas ou até mesmo financiar a expansão do negócio. Portanto, o crédito empresarial se torna um grande apoio para o avanço ou a recuperação de uma empresa.

Atualmente, o acesso ao crédito está bastante facilitado. Entretanto, é importante que você, empreendedor, saiba a hora certa de recorrer a um empréstimo. Caso contrário, poderá acabar com uma empresa seriamente endividada.

Por isso, veja o que é preciso avaliar antes de solicitar crédito e os motivos que podem levar a isso no post de hoje. Boa leitura!

O que avaliar antes de solicitar crédito?

A decisão de pedir um empréstimo é bastante delicada, e é normal surgirem dúvidas nesse momento. Para isso, trouxemos alguns fatores que você precisa avaliar antes de solicitar crédito. Confira!

Tenha clareza na sua motivação

A primeira coisa a se pensar antes de solicitar crédito é o que será feito com o dinheiro. A nossa dica é criar um plano de ação para que a empresa e o banco saibam como esse recurso será investido.

Ainda, você pode ter um controle interno para garantir que o dinheiro seja utilizado da maneira como foi pensada inicialmente. Assim, a empresa terá um melhor retorno do investimento.

Avalie as condições do crédito

Outro ponto a se prestar muita atenção são as condições do crédito. Taxa de juros, prazo de pagamento, carência, encargos, tudo precisa ser levado em consideração. Afinal, ele é um produto financeiro e tem diversos custos atrelados.

Além disso, é importante ter em mente que você precisa ter condições de arcar com esse compromisso. Logo, avalie as reais condições financeiras da empresa, além das perspectivas de crescimento do nicho no qual você atua. 

Lembre-se que um empréstimo é um investimento, e esse dinheiro precisa ser utilizado de forma a se obter um retorno, ou seja, aumentar suas vendas e seu faturamento. 

Faça simulações em outras instituições

Para ter certeza de que você conseguiu as melhores taxas e prazos de pagamento, é fundamental realizar simulações de empréstimo ou financiamento em diversos bancos. Atualmente, com a internet, essa tarefa se tornou muito mais fácil e pode ser feita diretamente pelo site das instituições.

Com apenas alguns cliques, você consegue comparar as várias alternativas de crédito disponíveis para a empresa. Essa etapa é uma das mais importantes, pois você terá uma real noção dos valores que envolvem essa operação, bem como se o negócio tem condições de assumir esse compromisso.

Verifique a documentação da sua empresa

Todo empréstimo para empresas envolve bastante burocracia. Afinal, os bancos precisam se certificar de que a papelada da empresa esteja em dia antes de liberar o crédito, a fim de reduzir os riscos de inadimplência.

Os documentos pedidos podem variar de acordo com a instituição, mas os mais pedidos são:

  • contrato social;
  • comprovante de endereço da empresa;
  • extratos bancários dos últimos 90 dias;
  • conta bancária pessoa jurídica;
  • plano de negócio;
  • balanço patrimonial.

O que leva uma empresa a pedir um empréstimo?

Existem diversas situações em que solicitar crédito pode trazer grandes benefícios para as empresas, com retornos rápidos e eficazes, principalmente em um cenário de expansão.

Afinal, esse dinheiro permitirá solucionar problemas pontuais e realizar investimentos estratégicos no negócio. A seguir, listamos quatro motivos que podem levar as empresas a solicitarem um empréstimo, veja:

1 – Troca de dívidas com juros altos

Caso a empresa tenha alguma dívida com um juro muito elevado, é possível obter um crédito com taxas mais atrativas. Essa possibilidade ainda contribui com a saúde financeira do negócio.

Existem duas alternativas, realizar a portabilidade da dívida, ou seja, levá-la de um banco para outro que ofereça melhores condições, ou pegar um empréstimo para quitá-la.

2 – Ampliar capital de giro

O capital de giro é o valor que a empresa tem em caixa para pagar suas contas durante um período de tempo. Ele é o responsável por seu negócio não ficar no vermelho, e a falta dessa reserva pode levar a empresa à falência.

O ideal é dispor de um valor suficiente para cobrir todas as despesas e garantir a compra de estoque. Porém, sabemos que imprevistos acontecem e que podem afetar diretamente a saúde financeira da empresa.

O empréstimo empresarial para capital de giro se torna uma espécie de reserva, de onde você vai tirar os recursos durante essas situações imprevistas, ou enquanto os pagamentos de clientes, por exemplo, não são feitos.

3 – Equilibrar o fluxo de caixa

Ter um equilíbrio entre as entradas e saídas é fundamental para garantir a saúde de um negócio. Entretanto, imprevistos como gastos inesperados, atrasos nos pagamentos e queda nas vendas podem acontecer e acabam prejudicando o fluxo de caixa.

Existem situações em que a empresa realiza vendas a prazo, mas precisa do dinheiro à vista. Nesse cenário, é possível adiantar o valor dessas parcelas com um empréstimo. Posteriormente, é só quitar a dívida com o próprio valor recebido do cliente.

4 – Expansão do negócio

Para que a empresa possa se preparar para a expansão, é necessário dinheiro. Muitas vezes, recorrer ao crédito pode ser uma boa alternativa, já que você terá muitos gastos, como ampliação de estoque, espaço físico, novos equipamentos e máquinas e a contratação de funcionários.

Nesse cenário, um empréstimo pode ser uma boa opção. Assim, você poderá ampliar o negócio e seu faturamento. Parte do retorno obtido com a expansão poderá ser utilizado para o pagamento das parcelas do crédito.

Esperamos que este post tenha esclarecido as suas dúvidas e auxiliado em sua decisão!