Por que é importante um rígido controle de estoque

Quero prosperar como MEI

Artigo - 25 de setembro de 2019

Por Sebrae-SP  | Estoque, Gestão

O controle de estoque tem como objetivo informar a quantidade disponível de cada item dentro da loja e também a quanto dinheiro os produtos valem. Embora seja uma tarefa básica e muito importante, muitas das pequenas empresas não realizam um controle eficaz e apresentam “furos de estoque”.

Em primeiro passos o gestor financeiro deve ter o controle completo do estoque da sua empresa, separar por tipo de mercadoria/produto. Isso acontece da seguinte forma:

  • Registrar na ficha de estoque a quantidade, o custo unitário e o custo total das mercadorias/produtos vendidos.
  • Periodicamente, confirmar se o saldo apurado na ficha de estoque “bate” com o estoque físico existente na empresa.
  • Calcular na ficha de estoque o saldo em quantidade, custo unitário e custo total das mercadorias/produtos que ficaram em estoque.

A falta de controle pode trazer diversas consequências para uma empresa, como a falha em mensurar se o consumo dos materiais está de acordo com as necessidades, a possibilidade de desvios e o impacto nas vendas e produtividade de funcionários.

Algumas recomendações com:

– o controle das entradas e saídas de materiais deve ser obrigatório e cobrado de forma rígida;

– qualquer saída de estoque deve ser acompanhado de requisição de saída;

– não permitir a retirada de mercadorias ou materiais sem a devida identificação de quem retirou;

– todo processo de movimentação de estoque deve ser estabelecido por meio das ‘Normas de Entrada e Saída de Estoque’ e implantar o inventário rotativo.

Com as informações sobre tudo o que está saindo, o gestor pode calcular o giro das mercadorias de forma organizada. Isso vai ser útil em futuras compras da empresa e vai ajudar a melhorar o aproveitamento do capital de giro da empresa. Além disso, obtém-se a segurança de que as mercadorias são realmente utilizadas e não desviadas.

Ficha de estoque

Para te ajudar nessa organização, o Sebrae preparou um modelo de ficha de estoque. Ela pode ser física ou digital e tem o objetivo, justamente, em catalogar a entrada e a saída das mercadorias do estoque. Contam nesta ficha as seguintes informações:

  1. Código e descrição da mercadoria
  2. Unidade de consumo
  3. Estoque mínimo
  4. Endereço de localização no almoxarifado
  5. Data de entrada ou saída da mercadoria
  6. Quantidade de entrada, saída e saldo da mercadoria
  7. Valor do custo de entrada, saída e valor do estoque atual
  8. Valor do custo médio e anual da mercadoria

Os registros de entrada devem ser feitos no recebimento das mercadorias, a partir da própria nota fiscal ou em uma nota de recebimento. Já os registros de saída devem ser feitos a partir da requisição de mercadorias emitidas pelos usuários.

Receba conteúdo exclusivo sobre este assunto cadastrando-se aqui:

Captcha obrigatório

Finalizando o preenchimento do cadastro, você declara estar ciente e aceitar os Termos e Condições de Uso deste site e autoriza o compartilhamento de seus dados com o Sebrae-SP conforme a Lei Geral de Proteção a Dados Pessoais (Lei Nº 13.709, de 14 de agosto de 2018). Acesse e saiba mais.